O que o Mestre de Bateria de uma Escola de Samba pode ensinar sobre vendas?

Todos temos - ou deveríamos ter - um hobby. Seja jogar futebol com os amigos, ir à praia com as amigas, ou, no meu caso, tocar em uma bateria de escola de samba. É super saudável e, serve como válvula de escape para a correria do dia a dia. Gostei tanto desse negócio de escola de samba que, depois de muito tempo, este passatempo se tornou mais sério, até que me tornei Mestre de Bateria, que entre outras coisas, é o responsável por liderar a bateria de uma escola de samba.

Mais prazeroso ainda, é quando conseguimos fazer nosso hobby se tornar uma profissão. Como já diria o famoso filósofo Confúcio: "Escolha um trabalho que você ame e não terás que trabalhar um único dia em sua vida". Do amor à escola de samba e a experiência na área de vendas, surge a ideia de levar para as empresas tudo que aprendo liderando um grupo de 150 pessoas e como elas podem usar isto para o desenvolvimento empresarial. Desta ideia surge a Sambusiness, empresa de palestras que leva a escola de samba até as empresas.

Receba oportunidades de emprego no seu e-mail!

Esta contextualização serve para explicar que sim, tem muita coisa que utilizamos na bateria de uma escola de samba que pode ser aproveitado para o universo das vendas. Vou trazer alguns tópicos interessantes:

Planejamento

Imagine que uma escola de samba tem uma estrutura organizacional muito parecida com a de uma empresa. Logo, é necessário trabalhar com planejamento para que tudo saia perfeitamente como previsto. Trazendo para a realidade das vendas, é preciso ter muito claro quais são as metas, objetivos, perspectivas reais de alcance, para aí sim traçar os meios para se chegar lá. Experimente traçar uma meta macro (exemplo: meta de vendas anual) e planeje quais são as ações que você deve executar para chegar neste resultado. Assim, com um planejamento feito e detalhado, tudo fica mais claro e conseguimos entender nossas fraquezas e fortalezas.

Liderança

Quando assumi a Bateria da Escola de Samba União da Ilha da Magia, era na época o Mestre de Bateria mais novo da cidade, com apenas 19 anos. Lembro que quando tinha 16 anos, um grande amigo me falou: se prepare, pois você tem potencial para ser mestre de bateria. Uma vez que isto entrou para minha cabeça, fui fazer o que todos que querem um dia se tornar líder devem fazer: estudar. Colei na pessoa que mais podia me transmitir este conhecimento, fui participar de feiras do ramo, cursos, fiz viagens ao "celeiro" do Carnaval (Rio de Janeiro), pois o conhecimento é fundamental.

Mas Victor, o que isto tem a ver com vendas?
É simples. Todo vendedor que almeja se tornar líder, precisa de duas coisas: referência e estudo.

  • Referência: Tenha em mente alguém em que você se inspira, aprenda com esta pessoa e se possível mostre para ela seus reais interesses. Sempre existe alguém disposto a lhe ajudar a ser melhor!

  • Estudo: Sempre que possível, participe de cursos, palestras, eventos relacionados à vendas. Assim, você aos poucos se torna referência para outros promotores de vendas ou vendedores.

Motivação

Na Bateria, faço o que faço por amor. Me sinto plenamente realizado por estar trabalhando com o que amo. Isto me motiva.
Vendedor que não ama vender, está fadado a ser mais do mesmo. Se você se auto motiva, que ótimo! Está no caminho certo. Se você não se sente motivado, busque o significado do seu trabalho. O promotor de vendas é peça fundamental para o sucesso da empresa, mas para isso, ele tem que entender o seu potencial, entender a sua importância e usar isto de motivação. Falando nisso, assista este vídeo aqui, que fala de um promotor de vendas, extremamente motivado, que hoje está como presidente do Grupo GTex.

Gestão de pessoas

Existe uma frase bem conhecida do Simon Sinek, que diz o seguinte:

100% dos clientes são pessoas. 100% dos empregados são pessoas. Se você não entende de pessoas, você não entende de negócios.
Simon Sinek

Entender de pessoas é o maior desafio, tanto para quem quer liderar uma equipe de 150 pessoas, quanto para quem quer ser um promotor de vendas exemplar. Preciso saber que estou falando com uma pessoa que tem vontades, desejos e expectativas iguais à mim. Pouco tempo atrás eu era ritmista igual à ele, hoje estou mestre de bateria. Isto me abriu os olhos para entender que nas vendas, o cliente é uma pessoa, que está indo comprar um produto porque ou tem uma necessidade, ou uma vontade, e que tenho que explorar esta necessidade dele da forma correta para vender o produto certo para ele. Caso contrário, estarei apenas frustrando a expectativa dele ao vender algo que ele não precisa de fato.

Por fim, se eu puder resumir tudo que a carreira de mestre de bateria me ensinou e ainda ensina sobre vendas, diria o seguinte: ame o que você faz, estude e se capacite para dar o melhor de si e entenda de pessoas. O melhor profissional sempre é o que faz seu trabalho com total dedicação. Não seja o profissional meio termo, seja o melhor para si mesmo, pois sem dúvida, será o melhor para todos que estão ao seu redor.